Ministério da Defesa Nacional
Eventos
Boletim Informativo

Galeria de fotos

  • Photo Title 1
  • Photo Title 2
  • Photo Title 3
  • Photo Title 4
  • Photo Title 5
  • Photo Title 6
SLIDESHOW PRO MODULE BY JT

Newsletter

Celebrando o Dia da Criança Africana sob lema: “Combatendo o tráfico, o Abuso e a Exploração da Criança, preservamos os seus Direitos” PDF Print Email
mdncriancasPor ocasião das celebrações do Dia Internacional da Criança e Dia da Criança Africana que se celebraram, respectivamente, nos dias 1 e 16 de Junho corrente, milhares de crianças juntaram-se no passado dia 16 de Junho, às diversas entidades do Ministério da Defesa Nacional (MDN) e das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM).
Por este gesto, o MDN agradeceu aos Continuadores (Flores que nunca murcham), futuros soldados por terem levado a sua mensagem até a instituição militar e aproveitou a ocasião para enaltecer a importância da Defesa Nacional e a necessidade de todos os moçambicanos defenderem a pátria.
Deste modo, o Ministro da Defesa Nacional, Engº Filipe Nyusi informou aos petizes que “se não defendermos o nosso país ninguém irá defender por nós.”
O Ministro da Defesa Nacional apelou às crianças a respeitarem a sua idade e a dedicarem-se mais a actividades próprias como os estudos, a prática do desporto e actividades culturais e aqueles que são pouco mais crescidos devem ter atenção contra o HIV/SIDA devendo prevenir-se desde muito sedo. dsc_1114

Surgimento Histórico do Dia da Criança Africana
Por reivindicarem uma melhor Educação e o Direito à aprendizagem da sua língua natal em vez do Inglês e do afrikaans que aprendiam nas escolas, milhares de estudantes negros do Soweto, África do Sul, foram assassinados pela polícia e exército sul-africano.
Este acto repugnante e que indignou o mundo em 16 de Junho de 1976 foi condenado pela comunidade internacional e adoptado neste dia em 1991, pela Organização da Unidade Africana (OUA) como Dia da Criança Africana.
A reivindicação, aparentemente pacífica, foi aproveitada pelas autoridades do regime do Apartheid, na altura, para repelir os direitos das crianças negras do país, seguindo-se uma chacina de petizes e de extrema violência.spcriancas
Este acto heróico ficou ainda conhecido como o “Levante do Soweto”.
A data percorre objectivo para a chamada de atenção igualmente das autoridades africanas quanto à situação das crianças, já que esta população é alvo constante de maus-tratos e vítimas, nomeadamente excisão genital, da guerra, do tráfico ou da extrema pobreza e de doença.
Baseados em relatório sobre a situação da criança africa, fornecidos por algumas organizações internacionais, verifica-se que a perspectivas da infância em África não é das melhores.
mdncriancasjO relatório indica que três países estão em primeiro lugar quanto à mortalidade infantil à nível mundial: Serra Leoa, com 182 em cada mil crianças nascidas e o Níger com 166. Dez países detêm o recorde da mais baixa expectativa de vida: Serra Leoa (38 anos); Malawi (39); Uganda (40); Zâmbia (40); Rwanda (41); Burundi (43); Etiópia (43); Moçambique (44); Zimbabwe (44) e Burkina Fasso (45).
O lema da União Africana (UA) para o dia é “Combatendo o tráfico, o Abuso e a Exploração da Criança, preservamos os seus Direitos”.
 

Sua Excelência Atanásio Salvador M’tumuke

mdnasmSua Excelência Major-General (na reserva) Atanásio Salvador M’tumuke

Ministro da Defesa Nacional desde 19 de Janeiro de 2015

 

 

 

Arquivo da Defesa
Fórum
Perguntas frequentes