Ministério da Defesa Nacional
Eventos
Boletim Informativo

Galeria de fotos

  • Photo Title 1
  • Photo Title 2
  • Photo Title 3
  • Photo Title 4
  • Photo Title 5
  • Photo Title 6
SLIDESHOW PRO MODULE BY JT

Newsletter

Celebrando o Dia da Criança Africana sob lema: “Combatendo o tráfico, o Abuso e a Exploração da Criança, preservamos os seus Direitos” PDF Print Email
mdncriancasPor ocasião das celebrações do Dia Internacional da Criança e Dia da Criança Africana que se celebraram, respectivamente, nos dias 1 e 16 de Junho corrente, milhares de crianças juntaram-se no passado dia 16 de Junho, às diversas entidades do Ministério da Defesa Nacional (MDN) e das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM).
Por este gesto, o MDN agradeceu aos Continuadores (Flores que nunca murcham), futuros soldados por terem levado a sua mensagem até a instituição militar e aproveitou a ocasião para enaltecer a importância da Defesa Nacional e a necessidade de todos os moçambicanos defenderem a pátria.
Deste modo, o Ministro da Defesa Nacional, Engº Filipe Nyusi informou aos petizes que “se não defendermos o nosso país ninguém irá defender por nós.”
O Ministro da Defesa Nacional apelou às crianças a respeitarem a sua idade e a dedicarem-se mais a actividades próprias como os estudos, a prática do desporto e actividades culturais e aqueles que são pouco mais crescidos devem ter atenção contra o HIV/SIDA devendo prevenir-se desde muito sedo. dsc_1114

Surgimento Histórico do Dia da Criança Africana
Por reivindicarem uma melhor Educação e o Direito à aprendizagem da sua língua natal em vez do Inglês e do afrikaans que aprendiam nas escolas, milhares de estudantes negros do Soweto, África do Sul, foram assassinados pela polícia e exército sul-africano.
Este acto repugnante e que indignou o mundo em 16 de Junho de 1976 foi condenado pela comunidade internacional e adoptado neste dia em 1991, pela Organização da Unidade Africana (OUA) como Dia da Criança Africana.
A reivindicação, aparentemente pacífica, foi aproveitada pelas autoridades do regime do Apartheid, na altura, para repelir os direitos das crianças negras do país, seguindo-se uma chacina de petizes e de extrema violência.spcriancas
Este acto heróico ficou ainda conhecido como o “Levante do Soweto”.
A data percorre objectivo para a chamada de atenção igualmente das autoridades africanas quanto à situação das crianças, já que esta população é alvo constante de maus-tratos e vítimas, nomeadamente excisão genital, da guerra, do tráfico ou da extrema pobreza e de doença.
Baseados em relatório sobre a situação da criança africa, fornecidos por algumas organizações internacionais, verifica-se que a perspectivas da infância em África não é das melhores.
mdncriancasjO relatório indica que três países estão em primeiro lugar quanto à mortalidade infantil à nível mundial: Serra Leoa, com 182 em cada mil crianças nascidas e o Níger com 166. Dez países detêm o recorde da mais baixa expectativa de vida: Serra Leoa (38 anos); Malawi (39); Uganda (40); Zâmbia (40); Rwanda (41); Burundi (43); Etiópia (43); Moçambique (44); Zimbabwe (44) e Burkina Fasso (45).
O lema da União Africana (UA) para o dia é “Combatendo o tráfico, o Abuso e a Exploração da Criança, preservamos os seus Direitos”.
 

Sua Excelência Ministro da Defesa Nacional

vicemdnSr. Agostinho Mondlane 

Ministro da Defesa Nacional desde 14 de Março de 2014

Arquivo da Defesa
Fórum
Perguntas frequentes