Mulher militar lança obra literária “O Regresso do Descontente”

Forças Armadas de Defesa de Moçambique, conta desde esta terça-feira, com uma obra literária, escrita por uma mulher militar.

Trata-se da obra “O Regresso do Descontente” da autoria da Teresa Taimo. “O Regresso do Descontente” é uma obra de cariz multicultural, que tem como pano de fundo a área militar, e retrata a vida de dois jovens de regiões, culturas e posições sociais diversas de Moçambique. Eles veem-se na contingência de partilhar hábitos, costumes e crenças de ambos, influenciando-se entre si e conciliando o seu modo de vida no ambiente em que se inserem.

As duas personagens envolvidas dão vida á estória, cujos contornos alimentam mistérios espirituais de um homem que sai do seu mundo rural a fim de cumprir o serviço militar, levando no seu interior as suas tradições e praticas culturais, o outro, vem de uma classe alta e de poder, factos que de certeza irão ao encontro do gosto de muitos leitores.

A obra da Teresa é vista aos olhos do vice-Ministro da Defesa Nacional, Patrício José, um dos primeiros leitores, como sendo um mecanismo que chama a responsabilidade dos jovens a ter no contexto da defesa dos interesses do país.

Para o Antropólogo Cultural, Cineaste e Entomusicólogo, Júlio Silva, prefaciador da obra, a autora, no seu estilo fluente e atractivo, reuniu neste livro, algumas tradições orais que tem estado a desaparecer, mas que há, uma necessidade premente de as preservar.

Sobre a Autora, Teresa José Taímo, de seu nome completo, é uma jovem de 27 anos de idade, actualmente membro das FADM, activista social e pesquisadora cultural, nascida no Distrito de Chibuto, província de Gaza. Durante sua infância foi presidente do Parlamento Infantil a nível da província de Gaza e membro da comissão permanente no Parlamento Nacional. Pertenceu a vários grupos e movimentos artístico Culturais e Sociais. A autora, licenciada em Gestão e Estudos Culturais, já leva na sua bagagem varias cronicas escritas e publicadas, porem, “O Regresso Do Descontente” é, oficialmente, a sua primeira viagem literária.